Fadas, entenda como surgiu a lenda das fadas

Fadas, entenda tudo sobre como surgiu a grande lenda das fadas. Você está curioso para saber como surgiram as fadas?

Fadas

 

A verdade, é que não sabemos ao certo de onde vêm esses seres mitológicos que acompanham nossa imaginação. E, isso é passado de geração em geração, que já fazem vários séculos. No entanto, existem várias teorias a esse respeito. Vamos conhecer algumas delas no decorrer desse texto.
Esses seres pequenos e infantis, são simplesmente fantásticos para agradar e acalmar as crianças pequenas. Uma representação de simpatia e proteção, algo muito diferente do que parece ser a sua origem, numa época em que sua natureza não era tão agradável.

Parece que a origem das fadas remonta à mitologia grega, em parte herdada pelos romanos. Naquele tempo, elas eram chamadas de protetoras da natureza, já consideradas criaturas sensacionais que interagiram com seres humanos, pois estavam relacionadas ao destino.
Se continuarmos avançando na história e nos movemos para o norte da Europa, descobriremos que esses seres, conhecidos como lumens da natureza, não eram os únicos com essas características. Neste mundo mitológico também encontramos goblins, gnomos e goblins.
Em tempos mais próximos aos nossos, esses seres mitológicos pertenciam ao submundo e apareciam nas proximidades dos túmulos. Desta forma, o ser humano manteve sua crença na vida além da morte. Na ausência da ciência, surgiu a fé, que deu sentido à existência.
Já na Idade Média, seu significado é adoçado graças aos livros de cavalaria. Então, elas deixam de serem seres do submundo para se tornarem belas damas aristocráticas.
Nos trabalhos de cavalaria, os enredos são sobre amores entre mortais e fadas. Um bom exemplo disso é Gerbert de Reims, um homem iluminado que viveu entre 940 e 1003, que conheceu uma floresta com uma bela dama em um tapete de seda, que se tornou amante.

Fadas, o que são realmente e como surgiram?

 
uma fada

Curiosamente, William Shakespeare reduziu a altura das fadas para transformá-las em seres minúsculos, voadores e etéreos. Uma imagem muito apreciada por outros dramaturgos, que adotaram essa forma para suas criações.
Talvez Shakespeare tenha adaptado o tamanho das fadas dos estudos de Robert Kirk, que asseguraram que o tamanho das fadas se devia à crença de que a alma era replicada em miniatura do corpo humano. Essas almas viviam nas proximidades dos túmulos, esperando para se encontrar com seus corpos no Dia do Juízo Final.
Previous Post
Next Post
Related Posts

0 comentários:

Seu comentário é sempre bem vindo!

Comente, opine, se expresse! este espaço é seu!

Se quiser fazer contato por E-mail, utilize o Formulário para contato

Espero que tenha gostado do blog e que volte sempre!